Acesso Restrito    |   Acesso Restrito
Novo Cadastro | Esqueci minha senha
O que evitar? Conviva melhor com a AR

Alguns cuidados básicos ajudam a reduzir os desconfortos e facilitam a convivência diária com a AR. Procure seguir as dicas e recomendações abaixo, mas peça sempre orientação para o seu médico.



Nos Movimentos

  • Evite o sobrepeso e a obesidade para aliviar a sobrecarga nas articulações.
  • Evite o sedentarismo. Entre muitos benefícios, exercícios físicos adequados aumentam e fortalecem o aparato muscular, ajudando a proteger as articulações. Importante: excesso de atividades assim como repouso prolongado podem acelerar o processo degenerativo.
  • Evite movimentos, esforços, pressão e sobrecarga nas articulações afetadas.
  • Alivie os sintomas da rigidez matinal colocando as articulações debaixo de água corrente quente.
  • Ajude a evitar a rigidez das articulações mudando frequentemente de posição. Ao se sentar por um período maior, cruze as pernas várias vezes ou as mantenha elevadas, de preferência com uma almofada de apoio para os pés.
  • Evite pegar peso e para mover qualquer carga, use sempre os dois braços e mãos, e segure-a junto ao corpo evitando elevar acima da cintura. No caso de objetos muito pesados, opte por utilizar um carrinho de mão com rodas.
  • Ao abaixar para pegar algum objeto, evite dobrar as costas, opte por dobrar as ancas e os joelhos.
  • Evite forçar demais os dedos e cerrar os punhos, que são as primeiras áreas afetadas pela artrite. Use mais as palmas das mãos. Ao abrir torneiras e maçanetas, incline sempre o pulso para dentro (em direção ao polegar) em vez de para fora. Para limpar, lavar e outras atividades que exigem movimentos dos membros superiores, evite forçar os pulsos, usando antes cotovelos e ombros para mover as mãos.
  • Ao realizar qualquer atividade, evite a afobação, procure executar as tarefas e movimentos com tempo e calma.
  • Não force sua natureza. Ao se cansar, pare o que está fazendo e descanse.

Na Alimentação

A boa alimentação também pode se tornar uma aliada muito importante na convivência e no tratamento da AR. Se possível, contar sempre com um acompanhamento nutricional e conversar com seu médico a respeito. Use os fóruns de sites e associações para trocar informações, sugestões de pratos e novas receitas apropriadas ao controle e tratamento da AR. Aqui vão algumas recomendações importantes:

  • Alimentos de origem animal geralmente contêm muita gordura saturada, o que pode aumentar a inflamação das juntas. É ideal reduzir o consumo ou substituir o consumo de carnes gordas por cortes mais magros, como bife de lombo, peito de frango, costeletas de lombo.
  • Adote o consumo de peixes ricos em ácidos graxos e ômega 3 como salmão e cavala.
  • Priorize alimentos fontes de gordura vegetal a animal.
  • Substitua o leite integral pelo desnatado
  • No ovo, evite a gema, use a clara.
  • Alimentos ricos em gorduras poliinsaturadas e monoinsaturadas encontrados no azeite de oliva, nozes e abacate são altamente recomendáveis.
  • Evite salgadinhos industrializados e margarina, ricos em gorduras trans, tão perigosas quanto às saturadas.
  • Reduza o consumo de biscoitos, bolos, pães brancos, batatas e arroz branco, que fazem subir os níveis de insulina, capazes de agravar o processo inflamatório. Opte por doses moderadas de arroz, pão integral e batata doce.
  • Adicione fibras à dieta, frutas como maçãs e peras.
  • Caso tenha alergia ou intolerância a alimentos a base de leite e de trigo, evite o consumo, que pode desencadear um ciclo inflamatório.